quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

A LEI SECA DO BRASIL É RIDÍCULA!


Em casos de embriaguez ao volante, não é a dureza ou rigidez de uma Lei que vai trazer a paz social. É a fiscalização rígida que traz resultados. O que quero dizer é que os limites dessa lei são muito rígidos e ridículos. A pessoa bebe duas latinhas de cerveja (menos de 1 litro de cerveja) e o bafômetro já acusar que vc pode ser preso em flagrante so ser libertado sob fiança de até R$ 6.000 é uma penalidade muito exagerada!!! As chances de uma pessoa no volante causar um acidente grave após ter ingerido apenas duas latas de cerveja são mínimas! As leis brasileiras ficam ridículas quando não seguem o bom senso! Aí eu pergunto: tem que ter a Lei Seca? Tem sim é claro, mas p/ punir aqueles que bebem 6 latas de cerveja e pegam o volante! Ou seja: as leis têm que seguir o bom senso, um equilíbrio, nem oito nem oitenta! O mais correto seria se fixarem limites maiores p/ ingerir álcool sem ser punido (até 4 latas de cerveja em vez de apenas 2 latas) e se aumentar a fiscalização p/ punir todos aqueles que ultrapassem esses limites maiores (no caso beber mais que 4 latas). Isso é usar o bom senso! É certo que aqueles que tem seus reflexos ao volante EXCESSIVAMENTE COMPROMETIDOS apos ingerir álcool devem ser punidos, é logico que sim, pois esses é que são os verdadeiros causadores dos crimes bárbaros de transito! Mas foge ao bom senso prender um cidadão que, embora não esteja em sua condição totalmente plena de dirigir, mas está consciente e não tem seus reflexos EXAGERADAMENTE comprometidos por ingestão de álcool.



Por: Vigilante da Justiça

11 comentários:

Juka disse...

concordo contigo. A lei seca é uma bao lei, no começo a fiscalização estava intensa, mas agora parou um pouco. não adianta nada ter a lei se não haver fiscalização. pagar 6 mil reais de fiança é sacanagem, ainda mais se beber bem pouco. tinha q usar msm o bom senso como vc disse.

Guilherme Bandeira disse...

Quem tenta seguir a lei no Brasil é considerado otário, vejo muitos amigos dizer que é bobeira ou coisa parecida, isso é muito sério...pegar um carro bebado é crime...mas tem gente que só entende isso quando fica fudido no hospital, aí começa falar de deus tudo mais...

www.olhaquemaneiro.com.br

Leandro Teixeira disse...

Não é a quantidade de álcool que importa. O que realmente importa é que a pessoa que vai dirigir não beba. Só isto. O que vale mais? O direito das pessoas beberem ou o direito das pessoas viverem?

Erika disse...

Sinceramente, acho que a quantidade de álcool permitido deveria ser maior. Alguém que bebe uma quantidade tão reduzida, poder sofrer alguma penalidade como multa, perda da carteira e até prisão.. Concordo com vc, é ridículo ! Sem falar que existem remédios com teor de álcool na sua composição, principalmente nos que são naturais e necessitam de álcool vegetal para extrair os seus extratos (como é o caso do propólis usado nas dores de garganta). Se o motorista tiver usado um remédio que contenha uma quantidade, mesmo que pequena, estará sujeito a lei e suas punições. Fora que ainda tem o tal do jeitinho, aquele que o guarda pergunta se você precisa de ajuda ou o infrator pergunta “como ficamos?” e a equação do sucesso está feita (sai um dinheiro daqui pra ali + uma conversa = Liberado para ir embora).

No Brasil, é assim.

Flavio disse...

SE CERVEJA É ALGO TÃO PREJUDICIAL A PONTO DE 2 GARRAFAS LEVAR UM CIDADÃO, PAI DE FAMÍLIA, RESPONSÁVEL, PAGADOR DE IMPOSTOS A UMA DELEGACIA DE POLÍCIA, ASSINAR COMO CRIMINOSO, ENTÃO DEVERIAM PROIBIR O USO DO ÁLCOOL EM GERAL!!!… ORA, SE EU TOMAR 2 GARRAFAS DE CERVEJA POSSO IR PRESO, ENQUANTO O MOTORISTA DO CARRO DE TRÁS, ESTANDO COM AS NARINAS CHEIAS DE COCAÍNA, PODE CIRCULAR NORMALMENTE?!… O Q NOSSAS AUTORIDADES DEVERIAM TOMAR PROVIDÊNCIAS É EM RELAÇÃO À EDUCAÇÃO, BOA FORMAÇÃO DO CIDADÃO NO ÂMBITO DA RESPONSABILIDADE, E, AINDA NA QUALIDADE DA FORMAÇÃO DO MOTORISTA!!!… QD A PESSOA BEBE E FAZ BESTEIRA É PQ ELA JÁ É IRRESPONSÁVEL INDEPENDENTE DA BEBIDA!… ATÉ CONCORDO Q DEVERIA HAVER UM GD RIGOR QD DO ENVOLVIMENTO EM ACIDENTE DE TRÂNSITO, C/ AGRAVANTES SE ACIDENTE C/ VÍTIMAS, MAIS AGRAVANTES EM SE COMPROVANDO A CULPA DA PESSOA EMBRIAGADA,ETC… ETC… SOU MOTORISTA PROFISSIONAL, COMO MTS OUTROS BRASILEIROS, JÁ BEBI E DIRIGI. CONTUDO, TRAGO UMA FORMAÇÃO DE RESPONSABILIDADE E RESPEITO P/ C/ OS OUTROS… ALIÁS, MTS E MTS FORAM AS VEZES Q, APÓS TER BEBIDO, DESVIEI E EVITEI MTS ACIDENTES; TENHO CERTEZA Q POR MTS VEZES POR PARTE DE MOTORISTAS SÓBRIOS!!!…

andre_wg disse...

Discordo da sua argumentação.
Na verdade, você mesmo discorda, ao dizer: "Mas foge ao bom senso prender um cidadão que, embora não esteja em sua condição totalmente plena de dirigir, mas está consciente e não tem seus reflexos EXAGERADAMENTE comprometidos por ingestão de álcool.".
Ou seja, você acredita que alguem sem plenas condições de dirigir, que tenha seus reflexos (mesmo que 'levemente') comprometidos, possa pegar o volante. Tudo isso para preservar seu direito de beber alguns copos de cerveja...
Foi comprovado estatísticamente que a lei seca diminuiu o número de vitimas do transito. Embora pequena, essa diminuição salvou algumas vidas. Agora eu pergunto a você e aos colegas que criticam a nova lei: vale a pena lutar pelo seu direito de beber e dirigir, mesmo que isso custe o direito de outras pessoas de viver?

Danyele disse...

Discordo da sua opinião. O Brasil é um país escasso de responsabilidade social. Já que a população não tem discernimento suficiente para controlar o consumo do alcool e ainda dirige alcoolizada, o governo tem que adotar sérias medidas, como é o caso da adção da Lei seca.Apesar do avanço que a lei demonstra, o país ainda precisa de uma melhor fiscalização, para evitar libertinagem para alguns e injustiça para outros!

Flay Menezes disse...

Concordo plenamente. O Brasil esta repleto de leias abisurdas e incoerentes como essa. Não adianta radicalizar e criar leis como esta, pois sertamente não funcionara,e sem falar que e um tremendo absurdo, prender uma pessoa por ter engerido duas latas de cerveja apenas. E ridiculo. Outro ponto e a fiscalizaçâo que quando as leis são parovadas acontece de forma intensa e depois cai no esquecimento.Proibi não resorve pudi com bom senso sim!!!!

Anônimo disse...

Geralmente as pessoas não são presas, só pagam a multa ou fiança e não neste valor, daí o motivo porque a lei funciona de forma deficiente. Se houvesse mais rigidez diminuiria ainda mais a quantidade de acidentes no transito. E duas latas de cerveja pode não comprometer sua percepção, mas sim, a de outro. Cada um tem um corpo e não pode ser medido. Por isso concordo, se quer beber mais de duas latas, vai de táxi! E salve vidas!

Anônimo disse...

Estou de acordo com a lei seca, as pessoas tem que começar a sentir aonde mais dói de cada um, NO BOLSO, se pessoas que bebem exageradamente ou pouco mais tem seus reflexos comprometidos serem multadas com rigidez, certamente nao voltaram a cometer a mesma infração de trânsito, mais se, nao ouver fiscalização suficiente ou tendo a fiscalização os policiais usarem do poder a eles investido para ganharem dinheiro liberando os infratores, esta lei nao servirá de nada, como muitas e muitas leis aqui do Brasil.

E como sempre quem são os culpados de tuudo isso e nao fazemos absolutamente NADA por isso? OS POLITICOS aqueles em quem votamos e nao exigimos nada, entao eles fazem oque querem com o DINHEIRO QUE É NOSSO!

Fabiana Bernardino disse...

Olá,
Meu nome é Fabiana e trabalho para Editora de São Paulo e temos interesse em usar um dos seus texto em um de nossos livros.
Por favor, entre em contato comigo.
Att
flopes@moderna.com.br